UFAM comemora dez anos de lutas e conquistas em Parintins

Professores da Instituição e ex-alunos fizeram parte da mesa durante a coletiva

Uma vasta programação com exposições fotográficas e artísticas, além de atividades esportivas e culturais foi organizada por acadêmicos e professores para comemorar os dez anos do Instituto de Ciências Sociais, Educação e Zootecnia (ICSEZ/UFAM) em Parintins. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, 28, em coletiva de imprensa na própria UFAM.

De acordo com o professor Ericky Nakanome, “para celebrar essa década de lutas e conquistas do Instituto na cidade, serão realizados três Saraus com várias atividades. O primeiro acontecerá nesta sexta-feira, 29, com exposição fotográfica, artística, apresentação de danças, Teatro, música e disputas esportivas, no estacionamento da Universidade, outro no mês de outubro e o último no início de dezembro”.

 

Estrutura

 

Hoje a Instituto atende 1.700 alunos em sete cursos: Administração, Artes Visuais, Comunicação Social-Jornalismo, Educação Física, Pedagogia, Serviço Social e Zootecnia, em um quadro de 82 professores entre concursados e serviços prestados.

 

A UFAM na Ilha funciona em três blocos com salas de aulas, auditório, laboratórios, biblioteca e de departamentos administrativos, além de quadra de esportes e estacionamento próprio. “Dentre outras conquistas estamos construindo o restaurante universidade, a casa do estudante que já está quase pronta e estamos na expectativa da construção de mais um bloco para que possamos trabalhar e atender com mais espaço e qualidade a nossa comunidade acadêmica”, comentou o diretor do ICSEZ, José Luiz Pereira.

 

Importância

 

O Diretor ressalta que “a Universidade tem contribuído de forma decisiva no desenvolvimento da região. Desde a implantação dos cursos como unidade permanente, contribui com a economia e com questões sociais. Temos 82 professores residentes na cidade, que recebem seus salários e gastam aqui. Temos um restaurante universitário que contribui todos os dias em média para mais de 300 pessoas, fora muitas outros benefícios como bolsas e auxílios”.

 

Início

 

Segundo o professor Felicíssimo Barbosa, tudo começou em 1989 na administração do reitor Roberto Viana através de um projeto do Governo Federal criado para interiorizar a Universidade. O primeiro curso a ser implantado em Parintins com apoio da Prefeitura, foi o de Letras que formou em sua primeira turma 131 pessoas e funcionava em uma única sala que existia na Ufamzinha na Rua Paraíba e por muitas vezes em uma das salas do Bumbódromo.

 

“Ao longo desses dez anos de muitas lutas através principalmente de manifestações, o prédio da Ufamzinha foi melhorando suas adequações passando a vim novos cursos, até a construção desse novo prédio da estrada do Macurani bem mais estruturado na administração do professor Lindenberg”, finalizou Barbosa.

Lembramos que O JORNAL DA ILHA conta com todos seus exemplares desde 16/02/2001, arquivados na Biblioteca da UFAM para pesquisa de alunos e da comunidade, uma parceria com o gerente da gráfica João XXIII.

 

Kedson Silva/JI