Sul-Americano: Parintinenses brilham na seleção brasileira de handebol infantil

Quatro jogos e 42 gols, esses são os números até o momento dos parintinenses Rian Kaik Santos e Cauã Barbosa, ambos com 14 anos de idade, na disputa do sul-americano de handebol infantil que acontece na cidade de Assunção no Paraguai.

No primeiro jogo, (terça-feira,  07) os brasileiros venceram os peruanos pelo placar de 41 a 19,  com nove gols do central Rian Kayk e quatro gols do ala Cauã Barbosa. Na quarta-feira, 08, (segundo jogo), o Brasil ganhou do Uruguai por 28 a 18, com cinco gols do Rian e dois do Cauã. No terceiro jogo, quinta-feira ( 09), os nossos garotos venceram os donos da casa (Paraguai) de 40 a 25, com seis gols de Rian e cinco de Cauã. Nesta sexta-feira, 10, o Brasil encarou e venceu o Chile por 31 a 24, sendo seis gols do Rian e cinco do Cauã.  Já classificado para a semifinal, o Brasil cumpre tabela na primeira fase no sábado, 11, enfrentando a poderosa seleção Argentina.

 Frutos da Escola São José  Operário, os dois atletas parintinenses representam hoje o Clube ASHB Sorriso de Mato Grosso, considerado a base da seleção brasileira infantil, sendo o clube Sorriso o atual campeão dos Jogos Escolares da Juventude, JEJ, considerado Jogos Escolares  Brasileiros realizado no mês de setembro, em Curitiba-PR, no qual a seleção amazonense (Parintins) conquistou a quarta colocação.

 “Essa conquista foi fruto de muito treinamento e dedicação por parte dos dois atletas parintinenses, devido o bom rendimento em Manaus (JEAs) e nos Jogos Brasileiros desde 2016 vinham recebendo convites.  O Cauã joga pelo Sorriso desse o ano passado e esse ano, o Rian aceitou o convite”, comentou o pai de Rian e treinador de handebol da Escola São  José Operário, Márcio Santos.

 Em 2017, além do título estudantil nacional, o ASHB Sorriso de Mato Grosso foi campeão do Campeonato  Brasileiro de Clubes realizado em Itajaí/Santa Catarina. O próximo desafio da equipe mato-grossense será representar o Brasil no Sul-Americano escolar que será realizado na Cochabamba-Bolívia de 2 a 10 de dezembro.

 

Texto: Kedson  Silva/JI