Presidente do PR se entrega à Polícia Federal em Brasília

Acusado pelos crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação de contas eleitorais, o presidente do PR e ex-ministro dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues se apresentou nesta terça-feira (28) à Polícia Federal em Brasília.

Rodrigues era considerado foragido desde a última sexta-feira (24), quando teve a prisão decretada em meio à Operação Chequinho, deflagada na última quarta-feira (22), que também resultou nas prisões dos ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho.

Garotinho e Rosinha são acusados pelos mesmos crimes do presidente do PR. De acordo com as investigações, suspeita-se que uma grande empresa do ramo de processamento de carnes firmou contrato fraudulento com outra empresa, sediada no município de Macaé (RJ), para a prestação de serviços na área de informática.

Segundo o Ministério Público Federal, os serviços não eram efetivamente prestados e que o contrato, no valor de aproximadamente R$ 3 milhões, servia de fachada para acobertar o repasse irregular de valores para utilização em campanhas eleitorais.

Agência Brasil