Prefeitura formaliza Adesão ao Programa de Aquisição de Alimentos do Ministério do Desenvolvimento Social.

O município de Parintins formalizou hoje, 10, em Brasília, no Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o pedido do prefeito Bi Garcia para formalizar o Termo de Adesão do município ao Programa de Aquisição de Alimentos –PAA/ Compra com  Doação Simultânea, instrumento de apoio à comercialização de produtos da agricultura familiar.

Conhecido como o PAA Municipal, se aprovado, o Termo de Adesão permitirá que a Prefeitura compre alimentos diretamente dos agricultores familiares do município.

O secretário de Pecuária, Agricultura e Abastecimento, Edy Albuquerque que está Brasília, protocolou o pedido junto à coordenadora geral de Articulação Federativa para o Abastecimento Familiar, Andressa Beig Jordão.

A Prefeitura esclarece que desde o início da gestão do prefeito Bi Garcia, o município mantém entendimentos com o superintendente da Conab, Thomaz Silva, demonstrando total interesse em assinar o Termo de Adesão com o MDS.

No documento, a Prefeitura expõe a realidade da agricultura familiar local, destaca as atividades da Conab que tem contribuído significativamente nos últimos anos com a compra de alimentos operando o PAA e ressalta que o município de Parintins já teve no passado propostas aprovadas no PAA executado pela Conab, mas afirma que este fato que não vai se repetir no presente exercício em decorrência da redução orçamentária.

Ano passado a Conab divulgou o ranqueamento das propostas contempladas e nenhuma de Parintins ficou dentro da lista. “Será um retrocesso incalculável no campo e na segurança alimentar, caso não se reverta esse quadro”, diz o documento entregue ao MDS.

O secretário Edy Albuquerque se mostrou otimista com a receptividade no MDS e acredita que o pleito da Prefeitura de Parintins será atendido porque o próprio Ministério tem orientado os municípios e gestores sobre a importante ferramenta de apoio ao produtor rural e às famílias em vulnerabilidade social. “Estamos trabalhando confiantes que o resposta do Ministério será positivo e em breve vamos poder comprar diretamente dos nossos produtores”, acentuou.

 

Peta Cid