Geração de ouro do futebol parintinense recebe homenagem na reabertura do Tupizão

Homenagem a grandes craques parintinenses da década de 70 e 80 marcou no sábado (02 de junho) a reabertura do estádio Tupy Cantanhede para a temporada esportiva de 2018. O evento foi promovido pela Prefeitura de Parintins através da Coordenação do Estádio e da Comjel. “Esse é um momento especial pra gente. Além dos craques da década de 70 e 80, também conseguimos reunir comunicadores e árbitros da época. Estamos lutando para que o nosso futebol volte a crescer, então, temos que iniciar valorizando esses atletas de uma geração de ouro, quando o futebol parintinense estava no auge, vindo até a confrontar-se com Botafogo e Flamengo do Rio de Janeiro, trazendo jogadores como: Garrincha, André Cruz, Zinho, dentre outros”, destacou o coordenador do estádio, Edgar Gavião.

Sobre a reabertura do estádio, Gavião informa que durante 90 dias as atividades no estádio estavam suspensas, para trabalhos de recuperação do gramado. “Agora estamos reativando em 2018, com essa programação especial que iniciou com Corinthianas e Amazonas no futebol feminino, seguido dos craques do futuro (escolinhas) e finalizado com a homenagem dos craques do passado”, ressaltou.

O evento reuniu ex-jogadores como Vela, Zequinha Pimentel, Cupido, Elsino, Marinho, Careca, Soló, Fabi, Jorge Canal, Alan, Bereco, Nilo Gama, além de jornalistas, dentre eles, Nelson Brilhante. “Estou muito feliz por saber que conquistamos muitos títulos. Eu fui campeão pelo esporte e oito vezes pelo sulamérica, em uma época que tinhamos todos os jogos com casa cheia. Nessa homenagem além de rever grandes amigos e uma oportunidade de jovens conhecerem um pouco da história do nosso futebol com alguns jogadores da época. Se passaram muitos presidentes na liga, mas somente o Gavião teve a idéia da homenagem e só temos a agradece-lo e aplaudi-lo”, ressaltou o ex-jogador Mario Azevedo, o popular ‘Marinho’.

Perguntado sobre o que falta a nova geração, Marinho afirmou responsabilidade. “Eu sei que o prefeito como desportista e uma pessoa que gosta de esporte tem ajudado e vai ajudar mais. Os jogadores tem que ter mais responsabilidade com as equipes e com os torcedores. Antigamente na semana de jogo, tinhamos treinos físico e com bola e se concentravamos um dia antes. Hoje, antes das partidas, jogadores são vistos em bares, campos de peladas e vindo a jogar até ressaqueados”, criticou.

“Se houver responsabilidade e esse comprometimento por parte dos nossos atletas, tenho certeza que terá um melhor rendimento em campo e o torcedor voltará a lotar o estádio como antigamente”, finalizou Marinho.

 

Kedson Silva/JI