Delegação parintinense recebe vacinação contra sarampo antes do JEA’s em Manaus

Devido os casos de sarampo registrados em Manaus, a Prefeitura de Parintins, por meio da Secretaria de Saúde/Vigilância em Saúde e Programa Nacional de Imunização, em parceria com a Coordenadoria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Comjel), realizou nesta quarta-feira (11), no auditório da escola Senador João Bosco, uma ação de vacinação voltada à delegação parintinense composta de 130 pessoas entre atletas, professores e treinadores para a disputa do JEA’s que acontece de 18 a 29 de julho em Manaus.

A ação preventiva objetiva imunizar a delegação que viaja na próxima terça-feira, 17 de julho, deixando os atletas em condições de competir e lutar por medalhas para Parintins. “É muito bom saber que a Prefeitura se preocupa com a nossa saúde. Vamos viajar para Manaus e como tem casos de sarampo, temos que prevenir a nossa saúde para fazermos uma boa competição”, destacou o atleta de handebol da escola Senador João Bosco, Sandro Barbosa.

Segundo o professor do Colégio do Carmo, Márcio Sicsú, os jovens tem que sair de Parintins e competir gozando de saúde com todo o seu potencial. “Se algum aluno adquirir alguma doença, uma simples gripe, já atrapalha o seu rendimento em quadra, imagina uma doença mais agressiva como o sarampo. Essa ação preventiva é muito importante”, salientou.

Para o gerente do Programa Nacional de Imunização (PNI) de Parintins, enfermeiro Arlindo Machado, é importante que todos da delegação estejam imunizados, visto que em Manaus existem casos confirmados de sarampo e todos que vão viajar precisam estar com a carteira de vacinação em dia. Ele afirmou que o prefeito Bi Garcia e o secretário de Saúde, Clerton Florêncio, estão preocupados em manter Parintins e sua população longe do risco do sarampo e outras doenças preveniveis.

Arlindo Machado reitera que a carteira de vacinação é um documento importante. “As pessoas têm a carteira de vacinação como se fosse um simples papel, mas na verdade, hoje em dia a carteira está sendo exigida em várias situações, principalmente para quem precisa viajar, ainda mais agora, com a questão do sarampo, a pessoa precisa ter a caderneta em mãos”, concluiu.

 

 

SECOM