CAPS amplia parcerias e trabalha geração de renda para usuários

As melhorias no atendimento do Centro de Atenção psicossocial (Caps) de Parintins não se restringem a oferta de medicamentos e pessoal. A unidade tem buscado parcerias e conseguido avanços importantes no que se refere as terapias ocupacionais que possam gerar renda. A mais recente ação conjunta é com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) no curso de marchetaria. Aproximadamente 20 pacientes participam diariamente de aulas com profissional aproveitando materiais reciclados vindos de movelarias. O próximo passo será a fabricação de biojóias.

Os primeiros resultados são significativos. Vasos de plantas, molduras para fotos, cofres, espelhos lembranças para o Dia das Mães já começam a ser confeccionados. Além do CETAM, são parceiros o Senac, Sesi, SESC, Liceu de Artes, Centro do Idoso e outros. “O prefeito Bi Garcia mostrou que a saúde mental de Parintins é uma de suas prioridades e nossas parcerias são fundamentais para o avanço no tratamento dos nossos pacientes”, disse André Acauã, diretor do CAPS.

O instrutor do CETAM João Carlos Frutuoso destacou a dedicação da turma afirmando que são seus melhores alunos. “Aqui nós trabalhamos com material reutilizado de forma muito responsável. Para mim como profissional está sendo uma experiência gratificante”, avaliou.

Tânia Butel, pedagoga do CAPS, ressalta que as atividades frequentes tem trazido resultados positivos no tratamento e até gerando gera para eles pós cursos. Ela informa que todos os participantes serão certificados pelo CETAM, assim como tem ocorrido com as demais instituições.

 

Marcio Costa/Semsa