Imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima despede-se de Parintins

Padre Osvaldo auxiliou o bispo Dom Giuliano na Santa Missa, jogando água benta nos fiéis.

 

Um dia emocionante para centenas de fiéis católicos que participaram da missa em honra a Senhora do Carmo, padroeira de Parintins, nesta terça-feira, 16, na Catedral. A celebração desse mês foi abrilhantada com a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima que está na cidade desde o dia 9 desse mês.

A celebração presidida pelo Bispo Dom Giuliano Frigenni foi marcada com um pequeno cortejo feito por trabalhadores de Caprichoso e Garantido que construíram réplicas da imagem de Nossa Senhora de Fátima e as carregaram até o altar da Catedral do Carmo.

Nossa Senhora,  a cunhã-poranga dos parintinenses, diz Dom Giuliano

“Essa é uma grande manifestação de fé, construída dentro de uma rivalidade muito grande. Maria é a mulher sem mancha, sem pecado, a mais bela. Maria (Nossa Senhora do Carmo e Nossa Senhora de Fátima) é a cunhã-poranga dos parintinenses”, afirma o Dom Giuliano. O Bispo acrescentou que “nessa festa folclórica se cria uma unidades entre as pessoas que no momento de demonstração de fé não importa a cor e as pessoas que vem de fora percebem o amor que esse povo tem por Maria, principalmente durante as apresentações, unindo criatividade, sofrimento, alegrias, batalhas, conquistas e derrotas, mas sabemos que ela é companheira e é essa nossa mãe que indica o caminho do pai..

A passagem da imagem de Nossa Senhora de Fátima vinda de Portugal a Parintins, e que está percorrendo todo o Brasil, faz parte do Centenário da primeira aparição da Santa na cidade de Fátima, em Portugal. A imagem Santa segue para o Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 17, se despediu dos parintinenses na santa missa que aconteceu na catedral de Nossa Senhora do Carmo.

 

 

Kedson Silva/JI

Comentários

comentários

COMPARTILHAR